sábado, 9 de junho de 2012

UMA VOZ DE TRISTEZA E A ESPERANÇA DE UMA MÃE

Assim diz o SENHOR: Uma voz se ouviu em Ramá, lamentação, choro amargo; Raquel chora seus filhos; não quer ser consolada quanto a seus filhos, porque já não existem.
Assim diz o SENHOR: Reprime a tua voz de choro, e as lágrimas de teus olhos; porque há galardão para o teu trabalho, diz o SENHOR, pois eles voltarão da terra do inimigo.
E há esperança quanto ao teu futuro, diz o SENHOR, porque teus filhos voltarão para os seus termos.


(Jeremias 31. 15,17)

Nenhum comentário:

Postar um comentário