segunda-feira, 2 de julho de 2012

ME AMA

Tem ciúmes de mim.
O Seu amor é como um furacão
E eu me rendo ao vento de Sua misericórdia.
Então, de repente, não vejo mais minhas aflições,
Eu só vejo a glória.
E percebo quão maravilhoso Ele é
E o tanto que Ele me quer.
Ô, Ele me amou!
Ô, Ele me ama!
Ele me amou.
Me ama! Ele me ama, Ele me ama, Ele me ama!
Somos Sua herança e Ele é o nosso galardão,
Seu olhar de graça nos atrai à redenção.
Se a graça é um oceano estamos afogando.
O céu se une à terra como um beijo apaixonado,
E meu coração dispara em meu peito acelerado.
Não tenho tempo pra perder com ressentimentos,
Quando penso que Ele
Me ama! Ele me ama, Ele me ama, Ele me ama!

Diante do Trono

Um comentário:

  1. Oi querido Felipe,

    Ah! Não tenha dúvidas, ELE ama todo o mundo. Seu coração é ENORME.
    Esse poema dava pra fazer um outro (eu prometo, que vou ficar bem quietinha).

    Gostei muito do teu comentário. Claro, o amado precisa de, pelo menos em sonhos, visitar sua amada. Não é o que você faz? (je rigole).

    Baisers avec tendresse.

    ResponderExcluir