domingo, 30 de setembro de 2012

AO FINAL

Eu tenho vivido muitas lutas, 
Que têm causado feridas dentro de mim,
E cheguei a perguntar-me,
Onde estavas Tu.

Pensei em parar em meio a aflição,
Querendo Senhor sentir a Tua mão,
Buscando em Ti uma direção,
Mas aprendi que na vida tudo tem um sentido
E descobri que sempre queres o meu bem.

E que ao final será muito melhor o que virá,
É tudo parte de um propósito
E o Teu amor me guardará.
Sempre estiveste aqui,
Tua Palavra não falhou
E nunca me deixou,
Descanso minha confiança em Ti.

Eu tenho estado contra a parede,
Buscando a saída, uma solução,
Clamando, orando por Tua intervenção.
Quando Tu queres falas de uma vez,
Em outras com Teu silêncio me deparei,
Que interessante Tua forma de responder.
Mas aprendi que tudo que acontece
Tu sabes, tudo tem uma razão.

Link: Bruna Karlla

Um comentário:

  1. Oi querido Felipe,

    Não vi este poema. Não costumo ser distraída.
    Agora passei por aqui, para ler mais comentários, e só depois verifiquei que este me tinha escapado.
    Por que não me disseste? Vê-se logo que foi esquecimento meu. Para a próxima, e caso tal aconteça, me avisa, por favor.

    O poema que postaste é um clamor, um exaltar a Deus. LINDOOOOOOOOOOOO!
    Todos os versos, um a um, são de uma beleza ímpar.
    Quando a personagem referida no post tanto precisou de Deus, não sabia como encontrá-LO.
    Acontece, quando temos graves problemas, que não sabemos resolver sozinhos.

    DEUS ESTÁ EM TODO O LUGAR E ESTÁ SEMPRE PRONTO A AJUDAR SEUS FILHOS.

    Beijos da Emília, com carinho e estima.

    ResponderExcluir