sábado, 23 de novembro de 2013

CURSO FÉ - LIÇÃO 2: OS CINCO PASSOS DA VITÓRIA - 1°PARTE

E, no dia seguinte, quando saíram de Betânia, teve fome.

E, vendo de longe uma figueira que tinha folhas, foi ver se nela acharia alguma coisa; e, chegando a ela, não achou senão folhas, porque não era tempo de figos.

E Jesus, falando, disse à figueira: Nunca mais coma alguém fruto de ti. E os seus discípulos ouviram isto.

...E eles, passando pela manhã, viram que a figueira se tinha secado desde as raízes.

E Pedro, lembrando-se, disse-lhe: Mestre, eis que a figueira, que tu amaldiçoaste, se secou.

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus.

Porque em verdade vos digo que qualquer que disser a este monte: Ergue-te e lança-te no mar; e não duvidar em seu coração, mas crer que se fará aquilo que diz, tudo o que disser lhe será feito (Mc 11.12-14, 20-23).

Este texto nos fornece inúmeras lições. A parte em negrito é a que vamos estudar nesta lição.

A FÉ QUE NUNCA REMOVEU MONTANHAS

Durante séculos, milhares de pessoas têm encontrado inspiração nesta narrativa. Também foi deste relato que alguém, sem ter o trabalho de verificar bem, cunhou a célebre frase: "A FÉ REMOVE MONTANHAS." Frase bonita, conhecida em todo o mundo. Crida e recitada por milhões de pessoas e até mesmo pêlos inimigos da fé cristã. Frase que não aguenta o menor confronto com a Escritura - por ser mentirosa.

Nesta história, relatada por Marcos, vamos estudar os versículos 22 e 23 do capítulo 11. Neles encontraremos OS CINCO PASSOS DA VITÓRIA.


1° Passo: TER FÉ EM DEUS

E Jesus, respondendo, disse-lhes: Tende fé em Deus (Mc 11.22). A nossa fé tem que estar só em Deus. Muitos crêem em Deus e também em outras coisas. Alguns na sua igreja, outros no pregador, na virgem Maria, em algum santo, em lugares especiais, e há certas pessoas que chegam ao absurdo de fazer peregrinações a cemitérios para colocar a mão no túmulo de alguém que morreu injustiçado e que, segundo elas, estaria operando milagres. Estas pessoas jamais conseguirão ter fé em Deus; pois, a fé vem por ouvir a Palavra de Deus(Rm 10.17). E quem age desta maneira, além de não estar ouvindo a Deus, está praticando exatamente o que a Bíblia condena.

A Palavra de Deus nos informa o que é fé: A fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem (Hb 11.1). Quando damos ouvidos à Palavra de Deus, aparece no nosso espírito uma certeza de que aquilo que a Palavra revela nos pertence. Isto é o que é fé. É esta a fé que precisamos ter em Deus.

A nossa fé tem que estar em Deus, só n'Ele. Ele não aceita dividir a Sua glória com nenhum outro. Eu sou o Senhor; este é o meu nome; a minha glória pois a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura (Is 42.8).


2° Passo: FALAR AO MONTE

... Qualquer que disser a este monte... (Mc 11.23). Nós temos que falar ao monte, ao problema, à miséria, à doença, à dor, que saiam de nossa vida. O que remove montanhas é a nossa PALAVRA.

A fé nunca removeu um só grão de areia. O que remove montanhas é a palavra. A Palavra de Deus? Não, a nossa.

É claro que a fé é necessária. Ela é o primeiro passo para a vitória. Mas, se alguém der o primeiro passo e não der o segundo, a obra não será feita. Após termos fé em Deus, temos que falar à montanha.

Costumo exemplificar assim: "A fé é o combustível, a palavra é o veículo. Nenhum veículo anda sem combustível e nenhum combustível remove montanhas".

Deus é um Deus de fé, isto é: Ele possui toda a fé, Ele é perfeito. No entanto, no início, quando o Senhor criou os céus e a terra, Ele não ficou dizendo para Si mesmo que tinha fé para criar o que quisesse e que assim, numa hora dessas, criaria uma porção de coisas. Ao contrário, diz a Bíblia que Ele, o Senhor, agiu segundo estes princípios que estamos estudando. E disse Deus... e o resultado nós conhecemos.

---Continua---

2 comentários:

  1. Bom dia querido Felipe,

    Tua postagem, hoje, daria e vai dar "panos para mangas" (não sei se conheces a expresssão, mas ela significa, que muito diria e há para dizer, para debater). Como sabes, sou leiga, quase em matéria bíblica, mas no coração, tenho vários doutoramentos. De nada vale. Vale, vale, eu te o afirmo.
    Jesus pode secar e fazer nascer tudo o que ELE bem entender.
    ELE é ELE.
    Eu sou eu, tu és tu.
    Remover e mover não são, gramaticalmente e na realidade, verbos com o mesmo significado, são opostos. No Português, do Brasil, não sei, mas não serão antagónicos.
    Mover significa fazer movimentar, pôr em movimento, conseguir, obter (aquilo, que pedimos com fé, e para isso usamos as palavras, quer verbal, quer mentalmente, para sermos dignos da obtenção do nosso pedido). Eu sei, temos de determinar, dizer, quase dar uma ordem, uma frase imperativa: EU QUERO, e pronto, com determinação, tudo se conseguirá.
    Remover significa retirar, excluir, fazer desaparecer.
    Portanto, remover não é a palavra mais correcta, em relação à FÉ, mas sim mover.
    Dizes: "por ser mentirosa". Não poderias ou não deverias ter dito "NÃO VERDADEIRA". É um eufemismo, que fica, sempre bem, em qualquer texto, e sobretudo neste, que fala de crença (não digo religião, porque tu não gostas muito. Mas, religião é um conjunto de prácticas, onde está incluída a leitura do livro sagrado de cada religião e que obedece a uma hierarquia. E tu sabes, que também no teu credo, há uma hierarquia, que DETERMINA, que se faça isto e não se faça aquilo, sempre, e, aparentemente, nalguns casos, em nome da palavra do Senhor).
    Quando jesus afirma: Tende fé em Deus, muito bem, é seu Pai, tudo pode e tudo sabe.
    Jesus não sabe dia e hora, em que este mundo, este sistema na Terra terminará, mas seu PAI, DEUS, o sabe.
    Gostei da definição de Fé, referida nas sagradas Escrituras. É isso mesmo. Eu acredito, mesmo, no que não vejo.
    Deus não dá o seu poder a ninguém, não me parece, ou melhor, tenho a certeza, que Deus não é egoista. Será?
    Sabes, que quanto a pedir com humildade e determinação (não gosto muito desta palavra, é ditatorial) àqueles, que são considerados santos, pelos seus actos e obras na Terra, e que de tudo se despojaram por causa dos outros, para que intercedam junto do PAI, isso, eu faço e continuarei fazendo. Os santos deram todos os seus bens, mesmo que fossem poucos, tudo deram pelo amor ao seu Próximo. Os outros, os que falam em nome de Jesus, não dão, não deram, PEDEM. Falo, com propriedade, de alguns Padres da Igreja a que pertenço e de outras, que os meios de comunicação social, divulgam. Depois fogem, não adianta fugir. Deus já conhecia o coração deles. Depois, num país longínquo formam outra igreja, em zonas problemáticas, como convém, com outro nome, de preferência sonoro e apelativo. Gostaria, que fossem verdadeiros e sinceros, mas só têm "Palavra cativante" e empolgação, coracão, não sei, não devo julgar.
    Eu sei, o dízimo é bíblico, e, às vezes, particular, também.
    Não me incomodo com tal atitude, porque DEUS tudo vê e tudo sabe.
    E depois e como se diz em Portugal, se aplica o provérbio: "ZANGAM-SE AS COMADRES OU COMPADRES E DEPOIS SE DESCOBREM AS VERDADES).
    Interessante, o combustível e o veículo. Bonita e expressiva metáfora.
    Mas há combustíveis muito fortes, que destroem muitos lugares, vidas e os corações das pessoas mais incautas, pueris, carenciados de amor, em sentido abrangente, sobretudo. É para pensar, o que acabo de dizer.

    DEUS NÃO PRECISA DE SE AUTO ELOGIAR, DE SE GLORIFICAR, PORQUE ELE É A VERDADE, A HUMILDADE, O BOM SENSO.

    DEUS É DEUS. DEUS É PEFEICÃO.

    Beijos de muita luz e sinceridade.

    ResponderExcluir
  2. Felipe, Deus te abençõe grandemente e que te use para revelar a grandeza de sua Palavra, para que muitos possam ler e meditar... refletir e deixar entrar no coração.

    Abraços
    Giovanna

    ResponderExcluir