quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

CURSO FÉ - LIÇÃO 6: A DERROTA DE SATANÁS - 1° PARTE

Apesar de muita gente considerar como inexistente o diabo, nós sabemos que ele é real e atuante. Basta olhar as páginas dos jornais para ver as suas obras, bem como visitar os hospitais e casas de recuperação, para se conhecer a sua capacidade destruidora. Se ele não existe, quem é o causador de todos estes males que vemos por todas as partes? Se ele não é real, a Bíblia e o próprio Senhor Jesus nos enganaram quando afirmaram categoricamente a sua existência.

Considerá-lo como lenda ou figura de retórica é fazer-lhe um grande bem; pois, deste modo, ele ficará livre para continuar nas suas funestas ações.

SUA ORIGEM

Satanás era originalmente um anjo de Deus. Seu nome: Lúcifer (o que leva a luz). Era um anjo glorioso; porém, permitiu que o orgulho surgisse em seu coração, aspirou ser "como o Altíssimo" e caiu na "condenação do diabo".

Vejamos duas passagens bíblicas que falam deste ser:

Como caíste do céu, ó estrela da manha, filha da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! E tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus, exaltarei o meu trono, e, no monte da congregação, me assentarei, da banda dos lados do Norte. 

Subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo. E, contudo, levado serás ao inferno, ao mais profundo do abismo (Is 14.12-15).

Filho do homem, levanta uma lamentação sobre o rei de Tiro, e dize-lhe: Assim diz o Senhor Jeová: 

Tu és o aferidor da medida, cheio de sabedoria e perfeito em formosura. Estavas no Éden, jardim de Deus; toda pedra preciosa era a tua cobertura, a sardônia, o topázio, o diamante, a turqueza, o ônix, o jaspe, a safira, o carbúnculo, a esmeralda e o ouro: a obra dos teus tambores e dos teus pífaros estava em ti; no dia em que foste criado foram preparados. Tu eras querubim ungido para proteger, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas. Perfeito eras nos teus caminhos, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniquidade em ti. Na multiplicação do teu comércio, se encheu o teu interior de violência, e pecaste; pelo que te lançarei profanado, fora do monte de Deus, e te farei perecer, ó querubim protetor, entre pedras afogueadas. Elevou-se o teu coração por causa da tua formosura, corrompeste a tua sabedoria por causa do teu resplendor; por terra te lancei, diante dos reis te pus, para que olhem para ti. Pela multidão das tuas iniqüidades, pela injustiça do teu comércio, profanaste os teus santuários; eu, pois, fiz sair do meio de ti um fogo, que te consumiu a ti, e te tomei em cinza sobre a terra, aos olhos de todos os que te vêem. Todos os que te conhecem entre os povos estão espantados de ti; em grande espanto te tornaste e nunca mais serás para sempre (Ez 28.12-19).

COMO O DIABO ENTROU EM NOSSO MUNDO

Deus criou a terra e a entregou ao homem. Porém, advertiu o Senhor ao homem que não Lhe desobedecesse comendo o fruto de uma certa árvore, o que acarretaria a sua morte. Apesar de ter sido advertido pelo Senhor, ao ser tentado pelo diabo, ele comeu o fruto. Diz a Bíblia:

Pelo que, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, por isso que todos pecaram (Rm 5.12).

A morte a que o Senhor Deus Se refere neste versículo é a natureza de Satanás. Desde então, o diabo passou a ter livre trânsito aqui na terra, realizando as suas terríveis ações. O pecado cometido por Adão deu-lhe o "direito" de agir nesta terra.

A DERROTA DE SATANÁS

Esta situação durou até o nosso Deus ter-Se encarnado, e, vindo a este mundo, aniquilado com o poder do diabo. ...Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo (1 Jo 3.8). E, despojando os principados e potestades, os expôs publicamente e deles triunfou em si mesmo (Cl 2.15).

Estas Escrituras nos informam que o Senhor Jesus destruiu todas as obras do diabo. O diabo está derrotado e vencido e não pode em hipótese alguma ter poder sobre a nossa vida. Na verdade o diabo só tem poder na vida do cristão se ele o permitir ou se o cristão não conhecer os seus direitos em Cristo.

...Escrevo-vos, porque vencestes o maligno... (1 Jo2.13).

Podemos confessar que triunfamos sobre o maligno, pois quando aceitamos o Senhor Jesus como nosso Salvador, tudo que o Senhor fez foi lançado à nossa conta. Nós somos vencedores sobre o diabo. É assim que Deus nos vê. O diabo foi eternamente vencido e derrotado quando o Amor deu a Sua vida por nós lá no Calvário. É bom se lembrar sempre disto e, toda vez que ele tentar levantar a cabeça para nos atacar, devemos repreendê-lo, dizendo: "Derrotado, fora! Na minha vida não, eu não lhe permito contradizer a Palavra de Deus."

---Continua---

Um comentário:

  1. Bom dia Querido Felipe,

    A postagem, de hoje, é muito interessante.
    Parece História e é História viva e verídica, baseada nas Sagradas Escrituras.
    Eu já tinha conhecimento de todos estes factos.
    Desconhecia, no entanto, o significado da palavra Lúcifer (pensei no pseudónimo, que escolhi no meu blog).
    Como a Beleza se pode transformar em Perdição!

    Beijos de luz.

    ResponderExcluir