quinta-feira, 19 de setembro de 2013

ADÚLTERAS E ADÚLTEROS

Eu porém, vos digo que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar já em seu coração cometeu adultério com ela. (Mateus 5.28)

É importante encontrar a causa das nossas quedas. Na verdade, é sempre o desrespeito à Palavra que nos leva a cair. Então, se fatos desagradáveis têm acontecido em sua vida, verifique o que você tem feito com o que Deus lhe fala, examinando o porquê de certas situações; caso contrário, você sofrerá muitas derrotas. Abra o coração, confesse seu erro e peça a libertação; dessa forma, o Espírito do Senhor o fará encontrar a Palavra, a qual o libertará.

Só há libertação com o conhecimento da Verdade (Jo 8.32). Jesus não nos advertiu à toa, pois a Bíblia diz que o pecado jaz à porta (Gn 4.7b). O diabo não brinca em seu sujo serviço de nos tentar e se esforça muito para nos tirar da presença de Deus, a fim de nos impedir de cumprir nossa missão de servir ao Senhor em santidade (1 Ts 4.3,7). Logo, quem não vigia cai em tentações e, depois, sofre terrivelmente, pois, fora da presença divina, as setas do destruidor o atingem.

O Mestre disse que basta atentarmos em uma pessoa para que sejamos considerados adúlteros. Ora, atentar é olhar com atenção, observar. Quem faz isso logo sente um desejo surgir em seu coração e, ao não se livrar dele, fatalmente comete pecado. Por isso, nem de longe ceda ao que o diabo lhe oferece nem se imagine com quem não é seu cônjuge. Cuidado! O Senhor falou de algo sério que poderá até excluí-lo do Reino de Deus (1 Co 6.10).

A TENTAÇÃO - REFLEXÃO

domingo, 15 de setembro de 2013

DEPOIS DA QUEDA

Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. (Salmo 51.1)

O salmista nos deixou boas dicas acerca do que realmente deve ser feito para ter restaurada a comunhão com o Senhor.

O salmista começa o Salmo 51 pedindo misericórdia segundo a benignidade do Altíssimo, pois sabia que a esperança bondosa de Deus O levaria a usar de misericórdia para que ele fosse perdoado. A oração foi tão boa, que o Santo Espírito o inspirou a escrevê-la. O rei suplicou também que suas transgressões fossem apagadas segundo a multidão das misericórdias divinas. Quem segue a direção do Pai obtém resposta favorável.

Davi clamou a Deus que o lavasse completamente do seu pecado. Da mesma forma, não deixe que um restinho de erro fique em seu coração. Se houver arrependimento e, ao mesmo tempo, uma lembrança de que, um dia, quem sabe, se for dentro da normalidade, sendo ambos viúvos, você e aquela pessoa poderão usufruir de um relacionamento santo no matrimônio, você não será perdoado, pois esse será um sinal de que a maldade ainda existe em seu interior.

O salmista queria livrar-se do seu pecado; por isso, não escondeu que o seu coração transgredira e, assim, pôde orar ao Deus santo. Jamais esconda do Senhor seus erros; se o fizer, estará acrescentando um pecado pior e maior – o da mentira. Não tente enganar o Onisciente nem aquele que você ofendeu, pois você sabe a maldade que praticou. Confessar é ganhar a liberdade de novo.

Bom seria que você nunca caísse. Entretanto, se isso já ocorreu, vá agora aos pés do Senhor, confesse seu erro e não mais se deixe levar pelas mentiras do inimigo. Além disso, se você ofendeu alguém na sua queda, componha-se com essa pessoa, pois só é verdadeiramente limpo quem se acerta completamente. Seja liberto de verdade!


RESISTA À TENTAÇÃO - REFLEXÃO


sexta-feira, 6 de setembro de 2013

VIVENDO EM UNIÃO COM JESUS

Que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele. (1 Tessalonicenses 5.10)

O evento mais importante está para acontecer e será com toda a capacidade divina. Em um piscar de olhos, o Senhor Jesus voltará a este mundo para buscar Sua Igreja. Assim, os que estiverem vivos serão transformados, e os que já morreram ressuscitarão (1 Co 15.52). Nada se compara a esse dia maravilhoso. Mas é importante vigiar para que, quando isso acontecer, você não seja pego de surpresa, pois ele virá como o ladrão, no meio da noite, o qual não avisa da sua chegada (1 Ts 5.2).

O cenário está sendo montado: o anticristo virá com sinais de mentira; se possível, ele enganaria até os escolhidos. No entanto, como temos o Espírito de Deus, saberemos discernir a aparição deste homem do pecado. Ele fará proezas na Terra, trazendo paz e segurança aos seus moradores, e, com isso, seremos odiados por todos. Mas os que perseverarem até o fim serão salvos; por isso, hoje é tempo de pregarmos a Palavra.

Quando os perdidos acharem que descobriram a solução para seus males, dizendo que há paz e segurança, uma repentina destruição lhes sobrevirá. O que está escrito não falhará, da mesma sorte como não falharão as dores de parto para a mulher grávida. Mas, para os filhos da luz, não haverá surpresas. Não devemos dormir espiritualmente, pois é tempo de vigiarmos e sermos sóbrios. Nosso Redentor virá para dar fim a toda maldade.

Vive com o Altíssimo aquele que assume seu lugar na Palavra. No entanto, quem não lê a Bíblia não consegue vencer as tentações e, com isso, desliga-se de Jesus. Por outro lado, os que combatem crendo no que diz a Escritura são os que vivem com o Pai o tempo todo. Você os conhece, pois sabem fazer a obra, são fortes, valentes, animosos, guerreiros, sisudos em palavras, de boa aparência e, por fim, têm o Senhor com eles. 


PACIÊNCIA - REFLEXÃO